sexta-feira, 19 de maio de 2017

Súplica

Ó divina natureza, leve tudo que seja ruim
Retire todos os infortúnios da minha vida
Acrescente apenas belas poesias

Grande natureza, preencha o meu ser
Ponha alegria nos meus dias
Aumente a vivacidade e felicidade

Ó natureza, com toda sua perfeição
Transmita um pouco de beleza
Transforme lágrimas em risos

Minha linda natureza, em toda sua forma sublime
Alivie a minha caminhada
Por favor, me ajude a manter a fé!

11 comentários:

  1. Linda e tão profunda súplica! Serás atendida,na certa! bjs, fica bem,chica

    ResponderExcluir
  2. A natureza já está ouvindo,
    as suas apelativas palavras
    vai devolver-lhe a alegria
    sempre com a sua bela poesia
    sendo a vontade do destino
    dos olhos enxugar as lágrimas!

    Boa noite Vanessa, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  3. Uau! Fantástico, divino.

    Beijos, bom fim de semana

    ResponderExcluir
  4. Olá, Vanessa, que súplica forte, intensa...Tudo que vem lá do fundo de nossa alma vem com tanta força que comove.
    Beijo, amiga, obrigada e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Vanessa!
    Leio uma confissão de quem busca desfrutar do bom da vida e Yiuruma no teclado torna-se completo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da sua sua súplica.
    O poema ficou magnífico, parabéns pelo seu talento.
    Bom fim de semana, querida amiga Vanessa.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigado pela visita ao "Figueira Minha", Vim espreitar o seu "Cantinho", fiquei fã, não sendo poeta gosto de poesia.
    Deixo o meu abraço.

    ResponderExcluir
  8. Uma bela poesia com uma sentida súplica que certamente será atendida.
    Agradeço a sua visita.e desejo que seu fim de semana seja muito feliz.

    ResponderExcluir
  9. Assim como uma bela oração movida pela fé.
    Desejos de profunda humildade que serão atendidos.
    Poesia é este estar sensível às todas as coisas, aos movimentos da natureza.
    Perfeitamente bela Suplica Vanessa.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Perdão, peguei uma carona no teu excelente poema e pastichei este soneto:

    Natureza, leve o que nos seja ruim!
    Os infortúnios faça desaparecer
    Porquanto esta vida não pode ser assim
    Não é nossa ventura por isso os viver.

    Ó natureza, não peço nada por mim
    Entretanto, faz-se mister eu te dizer
    Que se deixar, o homem provocará teu fim
    Quando ele, algum dia assim o entender.

    Natureza, com toda sua perfeição
    Que tu tenhas na perenidade um pé
    Tornando nosso Planeta num ente são

    Isso, certamente, uma questão de fé
    Que certamente excede até nossa razão
    Contudo você entende, sabe como é!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uaauu, ficou ótimo!! Era a parte que o meu texto precisava, obrigada pelo belo complemento!!
      Um forte abraço!!

      Excluir

Olá, seja muito bem vindo! Gostaria de agradecer por dedicar um pouco do seu tempo em contribuir com o blog por meio do seu comentário. Nem sempre vai dar para responder, mas saiba que sem dúvida o seu comentário será lido com muito carinho. A sua participação é o que me motiva a dividir com você as minhas Palavras Íntimas!