terça-feira, 16 de maio de 2017

Relato

Olá gente!! Esse texto é muito pessoal, um desabafo.

Há exatamente 1 mês eu perdi um príncipe, hoje ele é u anjinho. Foi difícil demais lidar com a perda, ainda é e sempre uma parte de mim nunca vai aceitar o que aconteceu. Foram dias que misturaram alegria, esperança, ansiedade e angústia, que infelizmente resultou numa tristeza e saudade que serão eternos.

Mas sabem o que eu aprendi com isso tudo? Que mesmo que façamos planos, planejamentos para o futuro e arquitetar uma vida, as coisas podem mudar. As circunstâncias mudam e tudo o que planejamos podem nunca se concretizar. Aprendi que todo momento pode ser o último, mesmo o mais simples de todos. Aprendi que tudo pode acabar num piscar de olhos. Aprendi dar valor ao que realmente importa e às pessoas que me amam de verdade.

Muitas vezes questionei Deus pela minha perda, achando que era um castigo. Queria fugir, me esconder e permanecer num lugar escuro só com a minha dor sentindo tristeza, raiva e indignação pelo o que aconteceu. No entanto, vejo que nada acontece por acaso; mesmo que eu não entenda os planos de Deus nesse momento, eles não contém erros Tudo acontece por alguma razão e com uma finalidade.

A cicatriz sempre existirá e as lágrimas sempre rolarão pelo rosto, mas a adaptação é inadiável. É preciso força pra poder seguir, mesmo sendo muito difícil. Escrevo essas palavras com o intuito de ajudar, de alguma forma, quem acha que não há mais solução ou conforto. A vida continua e o tempo não volta, só o que podemos fazer é tocar a vida da melhor forma possível...





8 comentários:

  1. Vanessa, que triste essa perda, mas seguir em frente é preciso e tentar fazer dessa saudade o ânimo para seguir...Um impulso pra frente! Fica bem! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Um texto muito triste, mas com muita esperança e força

    Beijinhos e força...

    ResponderExcluir
  3. Quem parte para sempre,
    sabemos que jamais irá voltar
    fica a dor que não se pode evitar
    e a saudade que o seu coração sente!

    Força amiga Vanessa, temos que aceitar a realidade, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  4. Olá, a vida ensina que nada é definitivo, isto porque estamos sempre sujeitos ao inesperado que espreita em cada esquina, lamento a sua perca, invejo a sua enorme força interior que lhe dá a consciência que a vida é para seguir em frente até encontrar melhor dias.
    Abraço,
    AG

    ResponderExcluir
  5. Vanessa, lamento muito pela sua dolorosa perda.
    Dá-nos neste seu desabafo, uma grande lição de vida e como devemos conduzi-la.Obrigada!

    Um beijinho solidário e amigo
    O Toque do coração

    ResponderExcluir
  6. Vanessa lamento imenso a sua perda, mas tem toda a razão, o importante é nunca perder a Fé.
    Um relato que poderá ajudar imenso quem neste momento possa estar a passar por momentos complicados da vida.
    Um grande beijinho
    Maria

    ResponderExcluir
  7. Olha Vanessa nós não fomos preparados para as perdas e quando elas vem, falta-nos chão e ficamos sem leme em mar revoltoso. Há esta primeira rebeldia defensiva de brigar com Deus, é natural pois o desespero é maior.Mas logo vem uma luz e nos coloca de frente para a realidade de que nada somos e sabemos além deste instante e aí começamos a trilhar a jornada com mais resignação, o que nos faz bem para fugir da depressão. Também já convivi com perdas terríveis e tive que aprender a prosseguir. Aprendi que o hoje é o tudo que temos e afirmo sempre, que o amanhã é mesmo distante como no poema que postei hoje. Vamos sentir nossas dores e deixar que o tempo nos revele e nos coloque no prumo.
    Força sempre e creia que Deus está contigo.
    Um abração.

    ResponderExcluir